Compatilhar

O que é integração via API e por que é importante para a sua operação de vendas?

17 de agosto de 2021

O que é integração via API e por que é importante para a sua operação de vendas?
Insight Sales

Redator

A busca pela automação se tornou inevitável para empresas que buscam eficiência no processo comercial. Esse movimento se deu devido ao crescente número de softwares baseados em nuvem que são utilizados hoje pelas equipes e líderes de vendas. E é nessa jornada que as integrações via API se tornaram indispensáveis.

API é a abreviação de Application Programming Interface - que em português significa Interface de Programação de Aplicações. As APIs nada mais são do que pequenos trechos de código que possibilitam que softwares, aplicativos e outros sistemas conversem e transfiram informações entre si. A partir dessas integrações, a usabilidade das soluções adotadas ganharam muito mais aplicabilidade no dia a dia.

Se quiser se aprofundar nos benefícios da integração via API para a sua operação de vendas acompanhe esse artigo!

O que são integrações via API?

API - Application Programming Interface

As integrações via API potencializam processos de muitas empresas de alta performance, pois possibilitam que os dados sejam sincronizados e organizados para serem usados com muito mais agilidade nas análises do dia a dia.

Mas como isso funciona?

A partir de uma API, o desenvolvedor pode acessar as informações de código de um sistema por meio de uma chave. Quando o desenvolvedor solicita essas informações, isso é uma chamada de API. Quando a API retorna as informações, isso é chamado de resposta de API. Assim que o desenvolvedor obtêm essas informações, ele integrará os dados recebidos no formato determinado.

Se isso soou muito técnico, imagine a situação como o funcionamento de um restaurante.

Você está na sua pizzaria favorita, olha o cardápio e pede uma pizza de calabresa e chocolate (eu sei, uma combinação inusitada) na esperança de que fique uma delícia. A cozinha é a parte do sistema que irá preparar o seu pedido.

Agora, o garçom (API), o elo crítico, comunicará seu pedido à cozinha e entregará a pizza pronta para você. Dependendo de como esse pedido é comunicado, de como a estrutura da cozinha é montada, da agilidade dos cozinheiros, e do tempo para obter o pedido, a pizza (Resposta) pode vir rapidamente e deliciosa ou não.

Você está fazendo o pedido de um formato estruturado de dados (calabresa e chocolate) para o garçom e a refeição que você receberá é a resposta ao pedido que fez.

O menu do restaurante é o conjunto de diretrizes da API e, quando um pedido é feito, o processamento das informações solicitadas acontece na cozinha, local onde você obterá uma resposta.

Tipos de API

Essas APIs podem ser de 3 tipos:

API fechada: quando a API é utilizada apenas internamente, dando às empresas maior controle sobre as interações e soluções.

API compartilhada: quando a API é compartilhada com parceiros de negócios.

API aberta: quando a API é disponibilizada a todos, e qualquer programador pode desenvolver soluções que interajam com ela, gerando oportunidades de Inovação Aberta.

Como a API está moldando a tecnologia ao nosso redor?

Agora, você deve estar se perguntando: por que, em nome de Deus, uma empresa entregaria seu valioso código e tecnologia para outras empresas?

Mas, talvez você se choque ao saber que muitas empresas importantes como o Facebook ou o Dropbox estão fornecendo informações sobre seus códigos há muito tempo. Isso é o que torna as APIs tão incríveis!

Não é que essas empresas estejam dando acesso total ao seu código. Em vez disso, eles dão acesso a certos trechos de código que ajudarão que seus aplicativos ou softwares possam ser conectados por quem quiser fazê-lo. Por exemplo, pegue o Google Maps e o Yelp. O Google Maps tem sua própria API que ajuda os desenvolvedores a exibirem as localizações. O Yelp - aplicativo para avaliação de estabelecimentos comerciais - usará essa API para mostrar as localizações desses estabelecimentos ao invés de desenvolver seu próprio sistema de mapeamento. Sites de reservas, como o Skyscanner, usam APIs para comparar os horários e preços de voos de cada site de companhia aérea individual e, em seguida, apresentar as melhores respostas em um site único e fácil de navegar.

Uma API pode ser muito benéfica para as empresas, uma vez que o tipo de comunicação a ser estabelecido no nível intermediário é previamente definido, o que pode se traduzir em processos mais ágeis e personalizados, assim como em sistemas mais seguros.

Ter aplicativos e softwares conectados para que se possa enviar quaisquer dados atualizados de um para o outro é obviamente útil. Mas é muito mais do que isso. Isso porque a integração via API também garante a integridade total desses dados.

Qual é o custo de construir uma integração via API?

O custo de construção de uma API pode ser de, no mínimo, R$10.000, dependendo da complexidade da integração e do investimento de tempo de seus desenvolvedores. Usar ferramentas de integração e automação pré-construídas, no entanto, pode cortar seus custos significativamente e economizar inúmeras horas de trabalho para seus desenvolvedores (como é o caso da Connect Insight Sales - a API da Insight Sales) .

Por que as integrações via API são tão importantes para o seu comercial?

Integração via API

Confira abaixo mais benefícios de adotar integrações via API na sua operação comercial:

1. Mais produtividade

Todos nós temos problemas para manter a produtividade. Um trabalhador de escritório médio sofre interrupções a cada 3 minutos e leva cerca de 30 minutos para voltar ao foco total após cada distração. Além disso, os profissionais gastam 19% de seu tempo na busca de recursos, documentos e informações necessárias para a realização de seus trabalhos. Isso também inclui alternar entre muitas ferramentas diferentes, gerenciar dados manualmente, fazer login e logout constantemente e, muitas vezes, lidar com processos desnecessários.

Por outro lado, é impossível não usar ferramentas diferentes atualmente. Mesmo as plataformas multifuncionais mais abrangentes têm seus objetivos específicos e não podem atender a todas as necessidades da equipe. É por isso que precisamos das integrações via API. Elas reduzem significativamente o tempo gasto no malabarismo entre ferramentas, e permite que a equipe de vendas continue exercendo sua principal função: focar no cliente e, claro, vender.

2. Simplificação dos dados

Lidar e analisar os dados em sistemas de software separados (como CRMs e ERPs, por exemplo) não só pode levar à sobreposição dessas informações, mas também significa que os dados estão espalhados e disponíveis em formatos diferentes, tornando difícil a obtenção de insights adequados, e em tempo real.

Graças às integrações, os dados podem ser reunidos em uma plataforma central, simplificando a análise dessas informações no dia a dia.

3. Dados com mais qualidade

Dados espalhados e assíncronos podem levar não apenas a uma produtividade menor, mas também a muitos erros. Mover dados manualmente e transportá-los entre sistemas e entre os departamentos é uma ação sempre sujeita a erros e deve ser evitada a todo custo. Mais uma vez, as integrações vêm para permitir uma movimentação de dados mais automática, e que minimiza os riscos, isso porque os bancos de dados estão sempre sincronizados, precisos e completos.

4. Melhor fluxo de dados

Como já mencionado, mover manualmente dados entre sistemas diferentes é ineficaz, demorado e improdutivo. Imagine gerenciar o processamento de pedidos em uma ferramenta e o faturamento em uma ferramenta totalmente separada. Ou realizar vendas sem acesso instantâneo a qualquer CRM que ajude a gerenciar os leads, registrar as interações com clientes, setar campanhas de marketing e outros. Tudo isso requer muito esforço de profissionais que deveriam se concentrar nas tarefas em que são especializados.

A falta de sincronização de dados em tempo real pode até colocar um projeto em risco. Se a equipe de vendas tiver um CRM não conectado ao seu software de sales engagement, há um risco significativo de lidar com um banco de dados desatualizado, duplicado e impreciso.

As integrações podem minimizar ou até reduzir completamente esse risco, permitindo um fluxo de dados tranquilo, sincronizado, em tempo real.

5. Mais acessibilidade de dados

Obter todos os dados necessários em um único lugar com uma visualização unificada também pode melhorar significativamente a acessibilidade. Se todos em uma empresa ou equipe podem acessar os dados a qualquer momento, sem pedir acesso e sem gastar tempo entendendo sistemas com os quais não estão familiarizados, isso torna o trabalho muito mais fácil e eficiente. Isso vale tanto para pequenas empresas quanto para grandes corporações, pois as pequenas empresas podem cortar custos e as grandes corporações evitam perder o tempo de vários funcionários para encontrar os dados de que precisam.

7. Redução de custos

Se você contar o tempo que profissionais qualificados e experientes gastam em tarefas manuais, tentando acessar dados e tentando obter os insights certos de bancos de dados sobrepostos, dispersos e não estruturados, o custo final pode ser enorme. A adoção de integrações via API é uma das formas mais bem-sucedidas de reduzir esse gasto.

Simplifique os processos

Interface de Programação de Aplicações

A integração via API de sistemas é verdadeiramente uma virada de jogo, e várias empresas se beneficiaram muito com essa inovação. Existem inúmeras vantagens, mas garantir maior segurança e produtividade, custos mais baixos e melhorar o fluxo de dados são provavelmente os principais motivos pelos quais você deve começar a integrar as plataformas que usa.

A entrada manual de dados definitivamente se tornou uma demanda do passado, e os profissionais de todos os setores, empresas e equipes podem agora se concentrar no que fazem de melhor, como fornecer experiências excelentes aos clientes, vender com mais qualidade, criar um marketing mais certeiro, gerenciar uma contabilidade organizada e muito mais.

Compatilhar
distribuído por

Guia Gratuito Indicadores Comerciais

Baixe agora

Artigos relacionados: